Logo NatcoFarma Colorido

Compartilhe esse post!

Saiba como diagnosticar a Esclerose Múltipla

Antes de tudo, é importante saber que a Esclerose Múltipla (EM) é uma doença neurológica, crônica e autoimune. Nela, as células de defesa do organismo atacam o próprio Sistema Nervoso Central (SNC), agredindo a bainha de mielina, que recobre os neurônios, provocando lesões cerebrais e medulares.

Afinal, como diagnosticar essa doença?

Os sintomas aparecem gradualmente e atingem sua intensidade máxima em até 04 semanas, e após isso desaparecem, o que na medicina é conhecido como “surto”. Vale destacar que, geralmente, acomete jovens, especialmente mulheres de 20 a 40 anos.

Confira quais são os sintomas mais comuns:

  • Alterações Fonoaudiológicas, que podem surgir, no início da doença ou no decorrer dos anos como fala lentificada, pronúncia de palavras arrastadas, voz trêmula, disartrias, pronúncia hesitante das palavras ou sílabas, bem como dificuldade para engolir alimentos líquidos, pastosos ou sólidos;
  • Dor;
  • Disfunção da bexiga e/ou do intestino;
  • Espasticidade, que é a rigidez de um membro ao movimentar-se. Acomete principalmente os membros inferiores;
  • Fadiga;
  • Problemas de Equilíbrio e Coordenação;
  • Transtornos Visuais;
  • Transtornos Cognitivos e emocionais;
  • Também afeta a sexualidade.

O diagnóstico é feito por meio clínico e laboratorial, incluindo exames de imagem, como Ressonância Magnética de crânio; coluna em níveis cervical, torácico e lombar (em alguns casos), por exemplo. Além disso, é preciso realizar o exame de Líquor, em que o fluído que banha o SNC é retirado para análise.

Porém, fique atento aos sintomas

Contudo, como os sintomas da Esclerose Múltipla podem se assemelhar com os de outras doenças neurológicas, uma análise aprofundada, feita por um neurologista, é necessária, para iniciar o tratamento adequado, caso a existência da doença seja confirmada.

Conforme já citamos em outro conteúdo que fizemos sobre o assunto (links abaixo) é importante ressaltar que a EM não é uma doença mental ou contagiosa.

Por fim, o tratamento consiste em atenuar os sintomas e desacelerar a progressão da Esclerose Múltipla, com o envolvimento de diversos profissionais e a administração de medicamentos adequados para cada quadro.

Enfim, achou a informação interessante? Então, acompanhe todas as novidades no nosso “blog” e nas redes sociais “Facebook”, “Instagram” e “LinkedIn” da Natcofarma Brasil.

Confira outros posts:

“Conheça a Natcofarma

O que é preciso saber sobre medicamentos genéricos?

“Esclerose Múltipla: entenda mais sobre a doença

Dia Mundial da Esclerose Múltipla

Por fim, veja as nossas referências para a escrita desse texto:

“Portal Drauzio Varella Uol – Esclerose Múltipla

Abem.org – O que é EM?

Site Abem.org – EM em detalhes

Portal Abem.org – Diagnóstico da EM

Veja também:

Dia Mundial do Doador de Sangue

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que a doação de sangue é um recurso essencial para diversos tratamentos médicos. O sangue doado é utilizado na

Contato

Entre em contato conosco através de nossos canais de atendimento.