Pesquisar
Close this search box.
Logo NatcoFarma Colorido
diferença entre avc isquêmico e avc hemorrágico

Entenda a diferença entre AVC isquêmico e hemorrágico

Compartilhe esse post!

Neste texto vamos falar sobre o AVC isquêmico e hemorrágico, os dois tipos mais prevalentes de acidente vascular cerebral.

Essas duas condições neurológicas representam emergências médicas críticas que requerem intervenção imediata. 

E entender as diferenças entre essas duas variantes é crucial para o diagnóstico e tratamento eficazes, visando minimizar danos cerebrais permanentes e aumentar as chances de recuperação. 

Por isso, aqui iremos discutir as características distintivas do AVC isquêmico e hemorrágico, as causas e as possíveis abordagens de tratamento para ambos.

Siga a leitura!

Quais os tipos de AVC?

O AVC isquêmico e hemorrágico são os dois tipos de acidente vascular cerebral e cada um tem suas próprias características e efeitos no cérebro. 

Entenda mais na sequência.

AVC Isquêmico

Este tipo de AVC, que representa cerca de 87% de todos os casos, resulta de um bloqueio no fluxo sanguíneo que impede a chegada de sangue rico em oxigênio ao cérebro.

Deste modo, o bloqueio pode ocorrer por conta de um coágulo ou pelo acúmulo de placa na parede interna de uma artéria.

AVC Hemorrágico

Neste caso, uma artéria no cérebro se rompe, levando a um vazamento de sangue que exerce pressão sobre as células cerebrais e as danifica. 

A pressão alta e os aneurismas são exemplos de condições que podem desencadear um AVC hemorrágico.

Dentro do AVC hemorrágico, existem dois subtipos, o intracerebral e o subaracnóide.

Hemorragia intracerebral

Este é o tipo mais comum de AVC hemorrágico, que ocorre quando uma artéria no cérebro se rompe, inundando o tecido circundante com sangue.

Hemorragia subaracnóidea

Um tipo menos comum de AVC hemorrágico, caracterizado pelo sangramento na área entre o cérebro e os tecidos finos que o cobrem.

sintomas do avc isquêmico e hemorrágico

O que é o AVC isquêmico?

O AVC isquêmico, também conhecido como Acidente Vascular Cerebral Isquêmico ou AVCI, é o que ocorre  quando determinadas regiões do cérebro sofrem danos e cessam suas funções.

Isso ocorre devido à interrupção do fornecimento sanguíneo essencial para o seu funcionamento adequado.

E esse bloqueio pode ser atribuído ao entupimento de veias e artérias cerebrais.

Neste cenário, é importante ressaltar que o AVC isquêmico pode resultar em óbito ou deixar sequelas graves, embora alguns pacientes se recuperem completamente. 

Mas, em geral, a prontidão em reconhecer os sinais do AVC isquêmico, aliada à rapidez no encaminhamento do paciente para atendimento médico adequado, aumenta significativamente as chances de recuperação.

Esclarecer esse ponto é fundamental para entender mais sobre a diferença entre AVC isquêmico e hemorrágico.

Causas

As causas do AVC isquêmico estão diretamente relacionadas ao bloqueio das veias e artérias responsáveis pela irrigação de diferentes regiões do cérebro. 

Esse bloqueio pode ser atribuído a dois principais fatores:

  • coágulo sanguíneo: seja no próprio cérebro ou em outras partes do corpo, que migra para o cérebro, restringindo ou bloqueando completamente o fluxo sanguíneo, desencadeia o AVC isquêmico;
  • estreitamento dos vasos sanguíneos: a pressão arterial elevada, quando descontrolada a longo prazo, pode alterar a estrutura das veias e artérias do paciente, levando-as a se tornarem mais estreitas e menos elásticas, aumentando assim o risco de ocorrência de AVC isquêmico. 

Destacamos que esse estreitamento dos vasos sanguíneos também pode ser resultado da aterosclerose, caracterizada pela deposição de placas de gordura nas paredes das veias e artérias, o que restringe o fluxo sanguíneo.

Sintomas

Os sintomas do AVC isquêmico muitas vezes surgem de forma abrupta e repentina, podendo até se manifestar sem sinais anteriores da condição. 

Dentre os sintomas mais comuns, destacam-se:

  • perda de força em um dos lados do corpo;
  • formigamento em um dos lados do corpo;
  • dificuldade para falar, sensação de língua enrolada ou dificuldade de comunicação;
  • mudanças na expressão facial, como boca torta ou perda de expressão em um lado do rosto;
  • perda de coordenação motora;
  • dificuldade em realizar comandos simples, como levantar um dos braços ou andar em linha reta;
  • alterações na visão;
  • dor de cabeça intensa;
  • tontura ou vertigem;
  • desmaios;
  • vômitos.

Prevenção

A prevenção de AVC envolve o controle de fatores de risco e a implementação de mudanças nos hábitos de vida, por meio de ações como:

  • manter a hipertensão arterial sob controle;
  • gerenciar e tratar o diabetes;
  • reduzir o peso corporal;
  • controlar os níveis de colesterol;
  • engajar-se em atividades físicas regulares;
  • abster-se de fumar ou cessar o tabagismo;
  • procurar tratamento para a síndrome da apneia do sono, se diagnosticada;
  • realizar consultas médicas de rotina para monitoramento contínuo da saúde.

Tratamento

O tratamento do AVC isquêmico geralmente compreende o uso de medicamentos destinados a afinar o sangue, com o intuito de dissolver o coágulo responsável pelo AVC.

Em situações em que o AVC isquêmico é ocasionado por coágulos de grande dimensão ou pelo estreitamento de veias e artérias cerebrais, é possível recorrer à utilização de um cateter para acessar esses vasos sanguíneos.

O cateter pode dissolver o coágulo ou ampliar o diâmetro das veias por meio de um stent. 

Esse procedimento cirúrgico minimamente invasivo tende a facilitar a recuperação ágil do paciente.

Após a intervenção médica, é necessário um acompanhamento minucioso para avaliar se o paciente apresenta sequelas e para determinar os passos adicionais necessários para promover sua recuperação.

O Que E Avc Isquemico E Hemorragico

O que é o AVC hemorrágico?

O AVC hemorrágico é caracterizado pelo comprometimento de uma artéria cerebral devido ao rompimento de um de seus vasos, resultando em hemorragia em algum ponto do sistema nervoso.

Causas

Geralmente, o AVC hemorrágico é desencadeado por pressão arterial elevada cronicamente e/ou pela ruptura de um aneurisma ou hipertensão descontrolada.

Sintomas

Os sintomas do AVC hemorrágico incluem:

  • dor de cabeça intensa;
  • perda de força em um dos lados do corpo;
  • alterações visuais repentinas, como cegueira súbita;
  • sintomas motores ou sensitivos, como dormência no rosto, mãos e pernas.

Prevenção

A prevenção do AVC pode ser alcançada com algumas medidas saudáveis, como: 

  • fazer exercícios físicos regularmente;
  • manter uma alimentação equilibrada;
  • controlar o colesterol;
  • parar de fumar;
  • moderar no consumo de álcool.

Tratamento

O tratamento emergencial para o AVC hemorrágico visa estabilizar a condição do paciente. 

Posteriormente, o tratamento concentra-se na prevenção de recorrências e na avaliação de possíveis sequelas.

Qual a diferença entre AVC isquêmico e hemorrágico? H2

A principal diferença entre o AVC isquêmico e hemorrágico está na causa e no mecanismo que leva à interrupção do fluxo sanguíneo no cérebro.

Por exemplo, no AVC hemorrágico a principal causa é quando um vaso sanguíneo cerebral se rompe, resultando em hemorragia no tecido cerebral ou entre o cérebro e a membrana que o envolve.

Já o AVC Isquêmico é desencadeado pela obstrução de uma artéria cerebral devido à formação de um coágulo ou à presença de uma placa de gordura que bloqueia o fluxo sanguíneo.

Além disso, entre o AVC isquêmico e hemorrágico, o isquêmico é mais comum, representando a maioria dos casos.

Já o AVC hemorrágico é menos frequente, mas geralmente mais grave e associado a taxas de mortalidade mais elevadas.

Qual é mais grave AVC isquêmico ou hemorrágico?

Entre o AVC isquêmico e hemorrágico, o hemorrágico é considerado mais grave.

E embora seja menos frequente, o AVC hemorrágico resulta do rompimento de um vaso cerebral, causando hemorragia no tecido cerebral ou entre o cérebro e a meninge. 

Justamente por isso esse tipo de AVC está associado a uma taxa de mortalidade mais elevada quando comparamos o AVC isquêmico e hemorrágico. 

Quais os fatores de risco do AVC?

Diversos fatores podem aumentar a probabilidade de ocorrência de um AVC isquêmico e hemorrágico, sendo os principais: 

  • hipertensão;
  • diabetes tipo 2;
  • colesterol alto;
  • sobrepeso;
  • obesidade;
  • tabagismo;
  • consumo excessivo de álcool;
  • idade avançada;
  • sedentarismo;
  • uso de drogas ilícitas;
  • histórico familiar;
  • gênero masculino.
Sintomas Do Avc Isquemico E Hemorragico

Qual a importância do tratamento para AVC?

O tratamento adequado para o AVC isquêmico e hemorrágico é de extrema importância, especialmente considerando as possíveis sequelas significativas que muitos sobreviventes enfrentam. 

Estudos indicam que, em média, entre 30% e 48% das pessoas afetadas pelo AVC enfrentam sequelas prolongadas, resultando em desafios funcionais para suas atividades cotidianas.

Nesse contexto, o tratamento para o AVC isquêmico ou hemorrágico desempenha um papel crucial na recuperação plena desses pacientes. 

Além disso, é fundamental considerar a reabilitação desde os estágios iniciais do AVC isquêmico e hemorrágico, pois essa doença impacta o sistema nervoso, muitas vezes resultando em sequelas em várias áreas do corpo.

Conte com a Natcofarma para atender suas receitas com qualidade e confiabilidade.

Conclusão

Entender sobre o AVC isquêmico e hemorrágico é crucial para a identificação precoce e o tratamento adequado dessas condições neurológicas críticas. 

Enquanto o AVC isquêmico resulta da obstrução do fluxo sanguíneo no cérebro, o AVC hemorrágico ocorre devido ao rompimento de um vaso cerebral, levando a uma hemorragia no tecido cerebral ou em sua proximidade. 

Embora o AVC isquêmico seja mais comum, o AVC hemorrágico é considerado mais grave, associado a taxas de mortalidade mais elevadas.

No mais, como você viu ao longo do texto, é fundamental reconhecer os fatores de risco associados a esses tipos de AVC, incluindo hipertensão, diabetes tipo 2, colesterol alto, tabagismo e outros, a fim de adotar medidas preventivas eficazes. 

Além disso, o tratamento imediato e a reabilitação adequada desempenham um papel crucial na recuperação dos pacientes afetados por um AVC isquêmico e hemorrágico, visando minimizar as sequelas e promover a funcionalidade e a qualidade de vida a longo prazo. 

Com uma compreensão abrangente dessas questões, é possível melhorar os resultados e a gestão clínica dos pacientes em risco ou que tenham experimentado um AVC isquêmico e hemorrágico.

Veja também:

Contato

Entre em contato conosco através de nossos canais de atendimento.