Pesquisar
Close this search box.
Logo NatcoFarma Colorido
Prevenção de AVC

8 hábitos para prevenir um AVC e cuidar da saúde 

Compartilhe esse post!

Conhecer métodos de prevenção de AVC é fundamental, pois essa voltou a ser a maior causa de mortalidade no Brasil em 2022.

Os dados são do Portal da Transparência dos Cartórios de Registro Civil e mostram que mais de 87 mil brasileiros faleceram no último ano por Acidente Vascular Cerebral.

Somente no primeiro semestre de 2022 o nosso país teve 56.320 vítimas fatais de AVC, um número maior do que as mortes por infarto e Covid-19.

Diante desses dados alarmantes, preparamos esse artigo com formas de prevenção de AVC. Acompanhe!

Quais as causas do AVC?

As principais causas do AVC são:

  • sedentarismo;
  • tabagismo;
  • alcoolismo;
  • colesterol alto;
  • obesidade;
  • hipertensão arterial.

Destacamos que esse problema pode acontecer com pessoas de todas as idades e sem nenhuma distinção de gênero, embora seja mais comum entre a população idosa e mais raro em crianças.

E como você pode ver acima, as causas do AVC estão altamente relacionadas com os hábitos de vida, portanto, ele pode ser evitável em grande parte dos casos. 

Quais os sintomas de um AVC?

Os sintomas do AVC são:

  • alterações motoras súbitas (fraqueza muscular,  incapacidade de mover uma parte do corpo – geralmente um lado da perna ou do braço , incoordenação, dormência no rosto, na perna ou no braço);
  • dificuldades na fala, mantendo conversas de forma confusa e devagar;
  • alterações sensitivas, como sonolência, cegueira, confusão mental e mudanças nos níveis de consciência;
  • dores de cabeça repentinas;
  • náuseas e vômitos;
  • aumento de pressão intracraniana.

SAMU: como tirar a dúvida se alguém está com AVC?

SAMU é uma sigla criada para você tirar a dúvida momentânea se uma pessoa ou até mesmo você está sofrendo um AVC ou não. Ela significa:

S: sorriso

A: abraço

M: música

U: urgência.

Para colocá-la em prática, primeiro peça para a pessoa tentar sorrir, pois em caso de AVC nós só conseguimos abrir a boca com um lado, então o sorriso fica torto e sugere que há algo de errado.

O abraço diz respeito a pedir para a pessoa levantar os braços para te abraçar, pois quem sofre um AVC tem fraqueza em um dos lados do corpo e geralmente não consegue levantar os braços para abraçar alguém.

A música envolve pedir para a pessoa cantar algo, pois em situações de AVC a fala e a coerência ficam comprometidas e a pessoa não consegue nem mesmo cantar.

Por fim, o U de urgência é para lembrar que se todos esses testes foram positivos, é preciso que você chame uma ajuda médica imediatamente.

O que fazer ao identificar um AVC?

Ao identificar um AVC você deve acionar o serviço de urgência de sua preferência o mais rápido possível.

Isso porque quanto mais rápido o atendimento médico começar, melhor será o tratamento e o quadro do paciente terá menos sequelas.

Lembre-se que não se deve tomar nenhum medicamento em casa e por conta própria em situações de suspeita de AVC e nem mesmo esperar que os sintomas diminuam sozinhos.

A regra é sempre procurar o serviço de urgência imediatamente.

Como é feita a prevenção do AVC?

A prevenção do AVC é feita controlando fatores de riscos e propondo mudanças nos hábitos de vidas do paciente, com ações para:

  • controlar a hipertensão arterial;
  • tratar diabetes;
  • diminuir o peso;
  • reduzir os níveis de colesterol;
  • praticar exercícios físicos com regularidade;
  • não fumar ou parar de fumar;
  • tratar síndrome de apneia do sono, caso o paciente tenha esse quadro;
  • fazer acompanhamentos médicos regulares.

8 bons hábitos para evitar um AVC 

Na sequência, separamos oito hábitos para prevenção de AVC que você pode adotar em sua rotina. 

Ter hábitos alimentares saudáveis

Hábitos alimentares saudáveis colaboram na prevenção de AVC e outras diversas doenças que podem surgir conforme a idade se aproxima.

E hábitos alimentares saudáveis não necessariamente significam fazer uma dieta, mas sim ter uma rotina de alimentação com itens que supram as suas necessidades nutricionais, bem como evitar alimentos gordurosos e ultraprocessados. 

Não fumar

Entre os bons hábitos para prevenção de AVC está cortar o tabagismo, ou seja, evitar fumar ou parar de fumar.

Ressaltamos que esse hábito também é um dos principais causadores de derrames cerebrais. 

Praticar atividades físicas regulares

Incluir atividades físicas no seu cotidiano é uma forma de atuar na prevenção de AVC e outros problemas de saúde que podem acontecer com quem leva uma vida sedentária, como a ansiedade e o diabetes.

A nossa dica é que você encontre uma atividade que você se sinta bem fazendo, como musculação, aeróbica, pedalar ou até mesmo fazer esportes coletivos. 

O importante é movimentar o seu corpo!

Prevenção de AVC o que fazer

Manter um bom peso corporal

O sobrepeso, além de ser um fator de risco para o AVC, está altamente atrelado a doenças como hipertensão e diabetes.

Portanto, para evitar diversos problemas de saúde, o ideal é que você mantenha o seu peso e índice de massa corporal adequados.

Controlar a pressão arterial

A hipertensão pode comprometer o bom funcionamento de diversos órgãos do seu corpo por atacar os vasos sanguíneos.

Então, além do AVC, se você não controlar a sua pressão corre o risco de comprometer o funcionamento do seu cérebro, coração e rins.

Controlar o nível de açúcar no sangue

Quando os níveis de açúcar no sangue estão muito altos nós chamamos isso de hiperglicemia.

E as consequências da hiperglicemia vão desde AVC até obesidade e diabetes.

Por isso, monitore os níveis de açúcar do seu sangue como forma de prevenção de AVC e outras possíveis doenças.

prevenção do AVC

Consumir bebida alcoólica moderadamente

Consumir bebidas alcoólicas em excesso é outro hábito que pode levar você a diversas doenças de saúde, inclusive o AVC, portanto, modere a ingestão desse tipo de bebida.

Controlar os níveis de estresse

Você sabia que estresse, raiva e tristeza podem ser gatilhos para desencadear um AVC?

Foi isso que um estudo global publicado no periódico científico European Heart Journal concluiu.

O estudo analisou a saúde de 13.462 pessoas que passaram por um AVC e a cada 11 participantes, 1 informou que horas antes de ter um AVC passou por sentimentos de raiva ou tristeza.

Devo tomar alguma medicação para prevenir o AVC?

O anticoagulante é uma medicação que pode ser indicada por profissionais da saúde para prevenir o AVC na população sob risco.

Esses medicamentos servem para prevenir a formação de coágulos, diminuindo a capacidade de coagulação sanguínea e, como consequência, diminuindo que eles se formem no coração e no interior das veias artérias.

Esse tipo de remédio pode ser ingerido como comprimido por via oral ou via endovenosa, ou seja, por injeções.

Mas alertamos que a ingestão e compra de qualquer medicação deve ser indicada por um profissional da saúde capaz de detalhar a dosagem do anticoagulante e regular o seu tratamento.

Desta forma, quando o tratamento é seguido à risca e acompanhado por um médico, é possível diminuir drasticamente o risco de sofrer um AVC.

Quais medicamentos tomar depois de sofrer um AVC?

Somente o médico pode indicar quais medicamentos tomar depois de sofrer um AVC, pois a indicação pode variar muito de um paciente para o outro.

Mas, de maneira geral, já adiantamos que é comum que o paciente que sofreu um AVC precise tomar remédios durante um período, mesmo que não tenha ficado com sequelas.

No mais, alertamos que você não deve tomar nenhum tipo de medicação por conta própria e nem mesmo se responsabilizar pela administração de seus medicamentos sem ajuda de um profissional da saúde capacitado que conheça seu histórico.

Como é realizado o diagnóstico do AVC?

Para diagnosticar um AVC é preciso que o paciente seja atendido imediatamente, pois essa agilidade no atendimento diminui drasticamente o grau de incapacidade e sequelas.

Assim, durante o atendimento imediato é feito uma avaliação clínica e o médico pode solicitar por exames de imagem, como a tomografia computadorizada de crânio, para verificar o tipo de AVC e qual a área do cérebro do paciente que foi afetada.

como prevenir AVC

Qual o tratamento para quem sofreu um AVC?

Existem tratamentos diferentes para cada tipo de AVC.

Por exemplo, quem passa por um acidente vascular cerebral isquêmico precisa desobstruir o vaso cerebral afetado para normalizar a circulação cerebral.

Já quem passou por um acidente vascular cerebral hemorrágico precisa passar por um tratamento cirúrgico para conter a hemorragia e, depois disso, é fundamental passar por novos tratamentos para prevenir um novo derrame e recuperar as funções que foram afetadas. 

Conclusão

Hoje a nossa missão era alertar sobre a importância da prevenção de AVC e apresentar hábitos que você deve adotar em seu dia a dia para evitar esse problema de saúde.

Além do mais, trouxemos algumas dicas de como identificar os sintomas de um AVC, seja em você ou em outra pessoa.

E lembre-se sempre que ao identificar um sintoma de AVC o primeiro passo deve ser procurar por um atendimento médico de emergência, pois quanto mais cedo você tiver o apoio de médicos e profissionais da saúde, maiores as chances de sobrevida e de ficar sem sequelas

Veja também:

Contato

Entre em contato conosco através de nossos canais de atendimento.