Logo NatcoFarma Colorido
Como fortalecer o sistema imunológico

Compartilhe esse post!

Como fortalecer o sistema imunológico: confira as melhores dicas e pesquisas sobre o assunto

Entre leigos e especialistas, muitas pessoas buscam a resposta para a pergunta “como fortalecer o sistema imunológico”. 

As pesquisas sobre o sistema imunológico, buscam compreender ainda mais sobre o as defesas do corpo, pois os cientistas ainda não conseguem compreendê-lo por completo.

E é claro que isso é difícil quando falamos de um sistema tão complexo como o imunológico. 

Existem inúmeros fatores que influenciam em sua composição, que é um grande conjunto de células, tecidos, moléculas e órgãos. Todos trabalham juntos e unem forças para defender o corpo de possíveis ataques.

Saiba como fortalecer o sistema imunológico e quais os fatores que influenciam  no seu funcionamento!

O que é o sistema imunológico?

O sistema imunológico é uma barreira de proteção do corpo que funciona de forma extremamente complexa e possui sua atuação voltada à defesa e combate aos  microorganismos invasores que podem afetar a nossa saúde.  

Ele atua por meio dos chamados glóbulos brancos ou leucócitos. Os leucócitos, por sua vez, possuem unidades menores de atuação como os linfócitos, neutrófilos e macrófagos.

Os linfócitos produzem as imunoglobulinas, que atuam na produção de anticorpos do corpo. Já os outros dois atuam como um exército de ataque e combate. Ou seja, cada vez que o sistema imunológico entra em contato com invasores prejudiciais, eles entram em ação e os eliminam. 

Mas para isso, é necessário que o sistema imunológico esteja forte o suficiente para atacar e para se defender.

E apesar de os pesquisadores terem feito inúmeras descobertas sobre o sistema imunológico até agora, ainda há muito para saber, afinal estamos falando sobre a complexidade de um sistema e não de um órgão único.

Como saber se a imunidade está baixa? Entenda

Quando o sistema imunológico está fraco, o corpo começa a mostrar alguns sinais.

Confira os principais sintomas que podem surgir:

  • aparecimento de feridas na boca e na região genital devido ao vírus da herpes;
  • infecções frequentes e febre;
  • cansaço;
  • náusea, vômito e diarreia;
  • infecções respiratórias, de ouvido; garganta;
  • unhas quebradiças e fracas e queda de cabelo;
  • pele frágil com ferimentos frequentes;
  • doenças que demoram mais tempo para passar, como gripes e resfriados;
  • estresse e depressão.

Leia também: Gripe H3N2: o que é, sintomas e prevenção

Importância do sistema imunológico fortalecido

Fortalecer o sistema imunológico é sinônimo de uma vida mais saudável, redução do número de doenças e infecções e de uma melhor qualidade de vida.

Não à toa, pessoas idosas ficam doentes de forma mais frequente, pois o sistema imunológico nessa faixa de idade não trabalha tão ativamente.

Desperta o interesse de todos nós informações que nos ajudem a melhorar a eficiência do nosso sistema imunológico. A pesquisa de como fortalecer o sistema imunológico contra o Covid, por exemplo, foi muito buscada na pandemia. 

E apesar de não ser a única forma de se proteger, estar com o sistema imunológico fortalecido é uma maneira de combater doenças, como o próprio Covid e a gripe.

O problema é que não há como fortalecer o sistema imunológico de uma hora para a outra e é necessário manter hábitos de vida saudável que envolvem diversos aspectos, como alimentação, atividade física, sono regulado entre outros.

Como fortalecer o sistema imunológico: confira

Como fortalecer o sistema imunológico: alimentação

Alimentos que fortalecem o sistema imunológico

Uma dieta saudável e rica em nutriente é uma das formas de como fortalecer o sistema imunológico.

Apesar de ainda existirem poucos estudos sobre a relação entre nutrição e fortalecimento do sistema imunológico e a forma exata como isso acontece, há evidências fortes que nos levam a acreditar que a alimentação afeta a função imunológica.

 Por exemplo, já foi comprovado por cientistas há muito tempo que as pessoas que vivem em uma situação de pobreza e desnutrição são mais vulneráveis a doenças infecciosas.

Em pesquisas com animais, foi analisado que as deficiências de micronutrientes, como Vitamina A, C, zinco e ferro, por exemplo, alteram as respostas imunes deles. 

Por isso, além de manter uma dieta saudável e equilibrada, relembre alguns alimentos que são ricos em nutrientes e vitaminas para fortalecer o sistema imunológico:

  • vitamina C: acerola, laranja, folhas verdes, pimentão e goiaba.
  • ácido fólico: agrião, brócolis, espinafre, lentilha.
  • ômega 3: linhaça, chia, azeite de oliva, castanhas;
  • vitamina D: gema de ovo, fígado e peixes como atum e sardinha.

Apesar de os cientistas não saberem exatamente como a alimentação atua no sistema imunológico, sabe-se que ela é necessária para uma boa saúde e na prevenção de diversas doenças, como o câncer.

Uma alimentação saudável fornece os nutrientes necessários para fortalecer o organismo e atua, mesmo que de forma indireta, no fortalecimento do sistema imune.

Hidratação

Manter os níveis de hidratação do corpo também é uma maneira de como fortalecer o sistema imunológico.

Com o corpo desidratado, a fluidez do sangue é alterada e o transporte de nutrientes e oxigênio fica comprometido.

 O funcionamento adequado das células depende desse transporte e isso interfere na resposta imunológica do corpo.

Sabe-se que a água é fundamental no tratamento de doenças infectocontagiosas, porque ajuda a eliminar as substâncias tóxicas do organismo. As chances de o quadro se agravar diminuem com a ingestão de água.

Além disso, no caso de doenças que comprometem as vias respiratórias, a água auxilia na umidificação das secreções, facilitando o processo do corpo de expelir os agentes contaminantes e microorganismos prejudiciais.

Leia também: Bem-estar no inverno: confira 4 dicas para cuidar da sua saúde

Atividade física

Um   divulgado pela Revista oficial da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, que usou como base uma revisão de literatura de diversos estudos, afirma que a neutrofilia prolongada após os exercícios demonstrou ser relevante para o sistema imunológico.

Um dos estudos analisados verificou que pessoas do sexo masculino possuíam variações agudas nos níveis de neutrófilos no sangue após a realização de exercícios físicos.

O período logo após a atividade, que foi de longa duração e moderada intensidade, foi a contagem em que houve maior número de neutrófilos, com um aumento de 12%. 

Já após 24h o número foi reduzido e foi ainda menor após 48h da realização do exercício.

A pesquisa também observou que o estresse que o exercício causa no corpo estimula as funções dos macrófagos e monócitos.

Uma série de outros efeitos foram investigados e a conclusão foi de que a prática regular de atividades físicas permite ao indivíduo que produza uma resposta imunológica adequada, além de possuir diversos outros benefícios à saúde.

Como fortalecer o sistema imunológico: atividade física

Reduza o estresse

O estresse é responsável pela imunossupressão do sistema imunológico, o que pode provocar diversos fatores prejudiciais, como:

  • aumento da ocorrência de doenças infecciosas;
  • manifestação de doenças autoimunes;
  • progressão de neoplasias.

Sabe-se também que há uma relação bidirecional entre os sistemas nervoso e imunológico. Portanto, quando o indivíduo está estressado ou se encontra em estado de depressão, há um reflexo no sistema imunológico e o contrário também é válido.

O estudo divulgado pela Revista Educação em Saúde mostrou que o sistema nervoso autônomo possui uma ação decisiva sobre o sistema imunológico.

Ele age por meio da produção de catecolaminas e pela mediação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal.

Os agentes responsáveis pelas alterações no sistema imune causam um aumento da secreção de noradrenalina e glicocorticóides na corrente sanguínea.

Além disso, há várias doenças comprovadamente ligadas aos efeitos do estresse, como dor de estômago e as doenças cardíacas, por exemplo.

A maior dificuldade dos cientistas na descoberta de maiores detalhes dessa relação é que é muito difícil medir o estresse, já que ele é subjetivo de cada indivíduo.

A maior parte das pesquisas é realizada com pessoas que possuem estresse crônico para analisar como o estresse contínuo afeta o sistema imunológico.

Como fortalecer o sistema imunológico naturalmente?

Como fortalecer o sistema imunológico rapidamente, afinal?

O segredo está no conjunto de práticas saudáveis ao longo da vida, que incluem uma alimentação nutritiva e livre de industrializados, a prática de exercícios físicos, a hidratação das células do corpo, uma boa noite de sono, dentre outras.

Todas essas são ações e práticas naturais que devem ser realizadas de maneira contínua em busca de um fortalecimento de todo o sistema imunológico.

Lembre-se que essa é uma maneira de oferecer energia para que ele possa combater agentes invasores e microorganismos infecciosos.

Atividades simples como praticar exercícios físicos podem ter resultados surpreendentes. Um estudo publicado na revista Brain, Behavior, and Immunity, por exemplo, descobriu que uma caminhada ou andar de bicicleta logo após receber uma vacina pode aumentar a produção de anticorpos.

Simples atividades como levar uma vida mais leve e sem grandes estresses também possuem uma conexão com o sistema imunológico.

Uma análise de dados da Universidade da Califórnia e Universidade do Sul da Califórnia, que observou mais de 5.700 participantes, descobriu que as pessoas que vivenciaram mais estresses durante a vida – como perda de emprego, discriminação, etc – tinham uma proporção menor de células T novas.

São essas células que possuem capacidade de enfrentar os novos invasores, então a sua diminuição em momentos de estresse, acaba prejudicando a ação do sistema imunológico.
Leia também: O que é Mieloma Múltiplo?

Conclusão

Com o tempo muito foi descoberto sobre como fortalecer o sistema imunológico. Mas ainda há muito pela frente para entender.

O que sabemos é que levar uma vida saudável é uma das maiores recomendações para o fortalecimento das células de combate.

Por isso, não é de uma hora para a outra que isso acontece e nem com receitas milagrosas. Certamente, existem no mercado farmacêutico medicações que são capazes de ajudar nesse fortalecimento e que, aliado a práticas saudáveis, podem ser muito benéficas ao sistema de defesa do corpo.

A Natcofarma, por exemplo, é uma empresa farmacêutica com presença global que possui uma linha de atenção primária à saúde. 

Através do uso da tecnologia e da expertise de nossa equipe e de nossos processos, nossas ações visam tornar as opções terapêuticas mais acessíveis para toda a população.

Conheça mais sobre a Natco e nossos medicamentos!

Veja também:

Contato

Entre em contato conosco através de nossos canais de atendimento.